segunda-feira, 20 de março de 2017

LOST e suas influências

 
 
LOST foi um seriado exibido de 2004 até 2010, sendo criado pelo diretor JJ Abrams e contando a maravilhosa trilha sonora de Michael Giacchino.
 
A série contava a história de um grupo de sobreviventes cujo avião cai em uma ilha misteriosa cheia de mistérios e surpresas. Ação, aventura, elenco gigantesco, referências culturais e divagações filosóficas tornaram essa série um prato cheio e que deixou várias repercussões e influenciou vários filmes. Muito já foi discutido na época, e o consenso final é que o seriado começou incrivelmente bem, mas se perdeu (!) no final, sendo uma missão impossível (!) amarrar todas as pontas soltas.
 
Mas o que ficou fixo na lembrança são cena tristes na praia e a bela música do Michael Giacchino. Bom, vamos ver como LOST influenciou filmes recentes.
 

Dramas coreanos são a febre agora no mundo, sendo cada vez mais assistidos nos EUA graças ao Netflix e Hulu, mas foi em LOST que o ocidente foi apresentado ao casal Jin e Sun Kwon. No final das contas LOST foi um grande drama coreano filmado no Hawaii.

FlashForward (seriado de 2009) - No seriado LOST nós tinhamos visões do futuro e do passado, e isso fez um sucesso, então um gênio resolveu fazer uma série só baseada nesse conceito. Mas infelizmente não dá pra fazer um jantar baseado só no tempero, então essa série só durou uma temporada. Nem quero comentar sobre "The Event", outro seriado de mistério que começou confiante mas que acabou revelando demais logo no começo. O próprio J.J.Abrams testou lançar "Alcatraz", um seriado de viagem no tempo passado na famosa prisão. Era para durar tanto quanto LOST e durou uns 5 minutos.
 
Star Trek (filme de 2009) - O  bem sucedido reboot da série "Jornada nas Estrelas" foi dirigido por J.J.Abrams, criador de Lost e logo no começo do filme temos um momento "Lost", temos o pai do herói morrendo para salvar o filho que está nascendo. Hora de desligar todos os efeitos sonoros e só deixa a trilha chorosa do Michael Giacchino fazer o seu devastador trabalho. Até quem não era fã da série abriu a torneiras nessa cena.
Tomb Raider (jogo de 2013) - Depois de LOST surgiram vários videogames em que o protagonista está perdido em uma ilha cheia de zumbis ou outros seres desagradáveis, mas foi o REBOOT de Tomb Raider que mais abraçou conceitos da série. Neste jogo não temos a trilha so Michael Giacchino, mas temos outros elementos de LOST, como uma moça com roupas casuais rasgadas, como a Kate, um avião pendurado de ponta cabeça preso na montanha além de capangas violentos escondidos do outro lado da ilha.  
Star Wars: Rogue One (filme de 2016): Cenas tristes de pessoas na praia são a a especialidade de Michael Giacchino. E é claro, na cena em que a heroína Jyn Erso e Cassian Andor estão se abraçando  e esperando pra morrer juntos na praia o Michael Giacchino se sentiu em casa, e soltem os violinos tristes!  Nós esperaríamos um momento assim em "O Despertar da Força", dirigido pelo J.J.Abrams, mas foi em "Rogue One" em que Star Wars teve seu momento LOST.