sábado, 2 de dezembro de 2017

Juiz Dredd























Minha peregrinação de hoje foi até a Rika Comic Shop perto da Avenida Paulista. Não é bem um sebo, mas uma livraria repleta de tesouros dos quadrinhos. Quadrinhos dos anos 60, 70, 80 em estado de banca, perfeitos. Tive que tocar a campainha, as portas ficam fechadas ultimamente pois eles estão vendendo mais pelo site deles. Mas pude dar uma olhada e comprar uma HQ de capa dura do Juiz Dredd. "Judge Dredd Annual 1990"

Confesso que só tinha lido "Julgamento em Gotham", o cross-over do Batman com o Juiz Dredd escrito pelo ingles Alan Grant e desenhado pelo Simon Bisley, ambos veteranos do Juiz Dredd. A história foi fantástica, mas na época eu não cheguei a pesquisa direito o personagem. Com excessão do filme de 1995 estrelado por Sylvester Stallone e pelo jogo de tiro de Playstation 1 "Judge Dredd".





Por fim, acabei lendo algumas HQs na internet e fiquei fã do Juiz Dredd "Eu sou a Lei!".

São quadrinhos ingleses de ficção científica, humor negro e comentário social que começaram em 1976. Soube que tem muito de sátira ao governo da Margareth Tatcher na Inglaterra da época. Mas como não sou especialista nesse assunto, várias piadas vão passar desapercebidas.

Mas já encontrei um ponto de entrada, pois sou fã dos X-men e principalmente do trabalho do desenhista Alan Davis, e estou vendo que ele desenhou muitas edições do personagem.






O que mais gostei nessa edição que comprei, que tem quadrinhos de página inteira em preto e branco e coloridos, são essas sequências de tirinhas diárias de jornal. Muito inspirador!  Faz tempo que tinha que dar chance ao personagem e vejo que está sendo bem recompensador.

Agora vou correr atrás.  :)