segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Revisitando o LANTERNA VERDE


Com todo mundo embarcando na onda do Deadpool, ficou moda malhar o filme do Lanterna Verde, mas digo-te não!  Não permitirei!  Pois o filme do Lanterna Verde rendeu bons frutos.  >:(

Okay, o filme do "Lanterna Verde" foi dirigido pela mula sem cabeça, ele pegou a origem escrita renovada pelo Geoph John nos quadrinhos e deixou superpovoada, mas o filme tinha vários elementos bem feitos que nas mãos de um diretor mais comprometido, teria dado muito certo.

A Warner estava nadando em dinheiro com o sucesso de Harry Potter e os filmes do Batman então estava toda experimental, e ela queria um "Homem de Ferro" então o Lanterna Verde ganhou sua chance.

Nos quadrinhos, ele já tinha experimentado um reboot/revamp na forma do "Renascimento" escrito
pelo Geoph Jonhs e desenhado pelo detalhista Ethan Van Sciver e pelo talentoso Ivan Reis.

Mas o problema é a que DC nos filmes não tinha um Kevin Feige centralizador como a Marvel tem. 
O máximo que ela tinha de um consultor criativo era o já mencionado Geoph Johns, e ele não é nenhum mestre como o Bruce Timm, do universo animado da DC, responsável pelos desenhos do Batman e da Liga da Justiça.

Então, o filme veio, fracassou e Hal Jordan apanhou feio. Sendo ridicularizado por apresentadores 
de talk-show ridículos como Conan O´brian que ficavam rindo do "anel mágico".


Mas vamos falar da parte boa.

Na onda desde filme, tivemos várias republicações das melhores histórias em quadrinhos do Lanterna Verde.


E também por causa desse filme tivemos a ótima série em computação gráfica do "Lanterna Verde" do Bruce Timm, apresentando o Hal Jordan, que estava ausente da série "Liga da Justiça" e "Liga da Justiça: Sem Limites".


Essa série em CGI conseguiu apresentar praticamente todos os conceitos bacanas do universo do 
Lanterna Verde de maneira acessível, inclusive apresentando o planeta consciente "MOGO", criação
do mestre Alan Moore. Sim, o mesmo Alan Moore de Watchmen, Monstro do Pântano e etc é responsável pelas melhores histórias dos policiais espaciais.  Sim, nerds, quando sair "Guardiões da Galáxia 2" e todo mundo ficar impressionado com o planeta consciente "EGO" lembrem-se que a DC apresentou o Mogo antes. :)  (mesmo Ego tendo sido criado antes)

Aliás, a batalha espacial do episódio com o Mogo foi uma das coisas mais épicas já vistas na ficção científica televisiva.


Além do mais, essa série apresentou uma criação nova, a andróide AYA, uma das melhores Lanternas Verdes já criadas.




















 Pronto, com a criação da AYA toda a onda "Lanterna Verde" está justificada :)